Frutas cítricas e brócolis ajudam a amenizar sintomas de sinusite

Vitaminas e outras substâncias presentes nos alimentos têm relação direta com o alívio

Tudo começa com uma obstrução nasal acompanhada de secreção amarelada e a evolução do quadro para dor facial generalizada e olfato afetado. É a sinusite, inflamação da mucosa dos seios da face --as cavidades ósseas contendo ar ao redor do nariz e dos olhos -- que afeta a qualidade de vida e o bem-estar. Os sintomas podem ser leves, moderados ou severos e, dependendo da duração, a condição é considerada aguda (quando passa em até 12 semanas) ou crônica (quando persiste por mais de 12 semanas).

Os fatores responsáveis pelo surgimento da sinusite são variados: ela pode ter causas ambientais (alergias, asma, exposição contínua à poluição), decorrentes de outras condições de saúde (infecções virais, bacterianas ou fúngicas), de alterações anatômicas (desvio do septo nasal, aumento das conchas nasais médias e mesmo um dente incluso no seio da face) ou alterações sistêmicas do paciente (razões genéticas, imunodeficiência e distúrbios endocrinológicos, como diabetes). Vitaminas e outras substâncias presentes nos alimentos têm relação direta com o alívio e também com o agravamento dos sintomas. A seguir, apresentamos os melhores e os piores itens para quem sofre de sinusite. Antes disso, vale destacar que durante as crises é importante beber bastante água, sucos e chás, que ajudam a dissolver o muco e a drená-lo das áreas inflamadas da face.

A relação de alimentos foi organizada com a ajuda da médica nutróloga Eline de Almeida Soriano, membro da diretoria da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia), e dos otorrinolaringologistas Márcio Nakanishi, presidente da ABR (Associação Brasileira de Rinologia) e pesquisador associado da Faculdade de Medicina da UnB (Universidade de Brasília), e Eduardo Landini Lutaif Dolci, professor instrutor de ensino do Departamento de Otorrinolaringologia da Santa Casa de São Paulo.

COLOQUE NO PRATO

  • Frutas Cítricas: São fontes importantes de vitamina C e possuem bioflavonoides cítricos, o que lhes confere propriedades anti-inflamatórias de ação praticamente imediata. Podem ser consumidas in natura ou em sucos.
  • Morango: As frutas vermelhas também atuam como anti-inflamatórias devido ao fato de serem ricas em vitamina C e em bioflavonoides. Os especialistas recomendam amora e morangos como as melhores entre as frutas vermelhas para o alívio dos sintomas da sinusite.
  • Pimentão Amarelo: Contém uma concentração significativa de vitamina C --maior que a dos pimentões verde e vermelho --, fortalece o sistema imunológico e é anti-inflamatório. O ideal é comê-lo cru, pois no cozimento ele perde parte de suas propriedades.
  • Brócolis: Complementar a salada de pimentão amarelo com brócolis é uma ótima ideia quando o objetivo é aliviar os sintomas da sinusite. O vegetal é rico em vitamina A e tem um papel importante no sistema imunológico e no combate às infecções e inflamações, entre elas a sinusite. Como sua absorção pelo organismo é rápida, seu efeito sobre os sintomas costuma ser sentido logo.
  • Oleaginosas: Em especial amêndoa, pistache, avelã e castanha do Pará. Fontes de vitamina E, elas têm ação anti-inflamatória e imunológica e auxiliam o organismo a combater mais rapidamente os sintomas da sinusite caso o paciente consuma uma porção de 10 g de qualquer uma delas por dia.
  • Sementes de Abóbora: Seu trunfo está no zinco, que auxilia na síntese de células imunológicas e na sua atuação contra infecções e inflamações. Uma porção de 20 g de sementes de abóbora supre 20% da necessidade diária de ingestão de zinco, que também pode ser encontrado em alimentos como frango, carne vermelha, amêndoas e castanhas.

EVITE COMER

  • Leite e seus derivados: Devido à sua gordura, encabeçam a lista dos alimentos que aumentam a quantidade de muco produzida. Além disso, estes alimentos têm caseína, uma proteína que torna o muco mais espesso.
  • Trigo e alimentos feitos de seus derivados: Aqui a preocupação é principalmente com os alimentos feitos com farinha de trigo, como pães e bolos. O problema está no glúten, que aumenta significativamente a produção de muco e catarro no organismo.
  • Bebidas alcóolicas ou com cafeína: Contribuem para desidratar o organismo e tornar o muco mais espesso, bloqueando as vias já inflamadas.

Créditos: Conteúdo originalmente publicado no site Viva Bem UOL.

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!