4 dicas para consumir menos sal

Talvez você não saiba, mas a maioria dos alimentos já vem com mais sal do que você imagina.

1 - Sempre olhe a tabela nutricional do produto antes de comprá-lo. E compare com outras marcas! Uma pesquisa da Anvisa constatou que, mesmo entre produtos da mesma categoria, pode existir uma grande diferença de sódio. No caso do queijo minas frescal, por exemplo, a quantidade pode variar mais de 14 vezes. Caso não haja tantas possibilidades de comparação, um bom parâmetro é que o teor de sódio não seja superior a 0,5g/100g de produto.

2 - Evite utilizar temperos prontos no preparo das refeições, já que eles são ricos em sódio. Dê preferência a temperos frescos, como ervas salsinha, cebolinha, orégano, tomilho e alecrim , além de cebola e alho, recomenda Andréa Pereira, médica nutróloga do setor de obesidade da Unifesp. A comida vai ficar muito mais gostosa, acredite!

3 - Evite comprar molhos tipo ketchup e barbecue, conservas e alimentos embutidos, como presunto e linguiças, que são famosos pelo alto teor de sódio.

4 - Consumir pouco sal deve ser um hábito cultivado. Sobretudo entre 1 e 3 anos, quando o padrão gustativo da criança ainda está em desenvolvimento. Por isso, use o sal com moderação, pois desse modo seu filho não se acostumará com uma alimentação salgada. Aconselha-se que os pais não adicionem sal à comida das crianças até os 2 anos de idade. Os alimentos em si já possuem o sódio naturalmente, portanto não há necessidade de acrescentar mais, explica Valéria.

Mas, se for colocar, use uma pitadinha apenas.


» Procure sempre um profissional de saúde para obter orientação especializada.


Créditos: Conteúdo publicado no site da Revista Crescer.

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!