Queridinho das famosas, chá de hibisco seca a barriga

Nutricionista ensina a maneira correta de ingerir o hibisco para impulsionar a dieta

A atriz Fernanda Souza já sofreu muito com a variação de peso, mas nos últimos tempos tem exibido um corpo de causar inveja. “Qual o segredo dessa mudança?”, pensamos nós, mortais. Pois a resposta não é nada mirabolante: além de dieta e muito exercício, um pequeno truque, que é ingerir o chá de hibisco.

Queridinho entre as famosas, o chá é feito de uma flor e pode ser facilmente comprado ou preparado em casa. Alguns detalhes, no entanto, ajudam a impulsionar o resultado na perda de peso, disse em entrevista a nutricionista Daniela Jobst, que é membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.

 

“O chá de hibisco ajuda, sim, na perda de peso, mas para isso ele precisa estar acompanhado de uma dieta balanceada”, frisou Daniela, antes de tudo. Confira abaixo mais detalhes sobre como usar a iguaria no emagrecimento.

Por que emagrece?

“É um antioxidante que reduz as taxas de lipídeos e glicose no sangue, ajuda a normalizar a pressão arterial e é diurético. Ajuda nas constipações intestinais, retarda o envelhecimento da pele , diminui a formação de colesterol e ajuda a emagrecer”, explicou a nutricionista.

Como fazer em casa?

“Aqueça a água e, quando começar a ferver, coloque uma colher de chá de hibisco (erva seca ou em pó), desligue o fogo e deixe por cinco minutos”.

“O ideal é fazer o chá com a erva seca ou em pó. O sachê não é recomendado porque o hibisco perde os nutrientes”.

Quantidade diária

“Três colheres de chá, no máximo, por dia”.

Para quem não gosta de chá

“O chá de hibisco não é amargo, é uma opção bem saborosa. Mas também é possível tomar o suco de hibisco”.

Impulsionando o resultado

“Claro, é possível combinar com termogênicos, como o gengibre, ou mesmo cavalinha, que é também diurético”.

Contraindicação

“Não existe nenhuma contra indicação, mas é indicado procurar um profissional para receber uma dieta balanceada e segura”.


» Procure sempre um profissional de saúde para obter orientação especializada.


Créditos: Conteúdo publicado no site Terra/Saúde, com informações da nutricionista Daniela Jobst.

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!