Você sabe o que é pausa ativa?

Descubra o que é e como ela aumenta a sua produtividade

Quando se diz que a pausa ativa aumenta a produtividade, muitas pessoas podem ficar confusas, ou até desacreditar dessa afirmação. Isso porque ainda existe um senso comum, de que ficar totalmente focado, sem distrações para realizar atividades — principalmente no trabalho — é a chave para a produtividade.

Porém, diversos estudos já comprovaram que pequenas pausas são essenciais para o bom funcionamento do corpo e da mente.

Portanto, a pausa ativa aumenta a produtividade?

A pausa ativa não é parar e ficar ocioso. Mas sim dirigir sua atenção para outras coisas.

Por exemplo, levantar para pegar um café e conversar com alguém. Fazer um alongamento e esticar um pouco o corpo ou até mesmo dar uma volta e retornar para a atividade. Essas simples ações ajudam a relaxar o corpo e a mente, tirando o foco da rotina que já estava desgastante.

Então, respondendo a pergunta: sim, a pausa ativa aumenta a produtividade e não apenas no trabalho, na vida pessoal também. Confira alguns benefícios desse hábito na sua rotina:

#Melhora a concentração

Quando estamos muito tempo em apenas uma tarefa, chega um momento que não conseguimos mais nos concentrar, pois já estamos desgastados, física e mentalmente. A pausa ativa aumenta a produtividade e a concentração, pois da um tempo para o cérebro “resfriar” e relaxar.

#Estimula os pensamentos criativos

O desgaste é o pior inimigo da criatividade. Quando estamos cansados mentalmente, nossas ações são mecânicas e nossa criatividade não consegue se manifestar.

Essa pausa permite, literalmente, tomar novos ares e pensar de uma forma diferente, buscando avaliar outras maneiras de resolver a situação.

#Reduz o estresse e ansiedade

No momento que ocorre o desgaste mental e tentamos forçar a concentração para a atividade, é natural que o corpo comece a sentir sintomas de estresse e ansiedade. Isso ocorre devido a frustração de não conseguir executar mais a atividade. Quando existe uma pausa, os sintomas começam a diminuir.

Por que precisamos parar?

Quando não se permite ter alguns breaks durante o processo, em vez de ajudar na produtividade, atrapalha ainda mais. E isso acontece por dois grandes motivos:

1 – Negligenciamos os sinais das necessidades mais básicas

Não é incomum estarmos finalizando determinada tarefa e para concluí-la mais rápido, não levantamos nem para ir no banheiro. Comer e beber água então? Nem pensar.

Além de reter líquido que precisa ser eliminado, o que prejudica bexiga e rins (podendo até levar a sérias infecções de urina), o corpo fica desnutrido e desidratado.

A curto prazo, no final do dia sempre fica aquela dor de cabeça, que inclusive te atrapalha ainda mais para concluir a atividade. A longo prazo, as consequências são ainda mais devastadoras.

2 – Causamos desgaste mental

O nosso cérebro é como um computador complexo. Assim como as máquinas superaquecem e precisam de um tempo para resfriar, com ele é a mesma coisa.

Quando forçamos muito tempo a concentração, em uma única coisa, chega aquele momento que parece que a mente travou. Isso porque ela travou de verdade. A partir desse momento, as ações ficam mecânicas e as chances de falhas e erros são quase certeiras.

Portanto, experimente pequenas pausas na sua rotina

A pausa ativa permite que as atividades sejam executadas com mais assertividade e segurança.

Quando sentir qualquer desgaste mental e dificuldade para se concentrar, não hesite! Pare por alguns minutos e tente relaxar.


Créditos: Com informações do site Ukor

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!