Quando e como aplicar repelente?

Saiba como se proteger de doenças como a febre amarela e zika.

Esses produtos podem ajudar a conter surtos de doenças causadas por mosquitos. Mas tem que saber aplicar – usar na cama é besteira, por exemplo. O surto de febre amarela deve abrandar com o fim do verão – mas é importante seguir se protegendo para evitar sua disseminação. Se a vacina segue como principal arma contra a doença, o fato é que ela tem um aliado: o repelente.

Em entrevista, Jean Gorinchteyn afirma: "antes de tudo, o repelente ajuda a dar mais segurança. A vacina contra a febre amarela é ótima, mas em poucos casos ela não gera uma resposta adequada. Ou seja, o indivíduo toma e segue suscetível a doença." E segue dizendo "De novo, isso não é nada comum, mas, querendo ou não, o repelente vira uma segunda barreira. Além disso, a vacina leva pelo menos dez dias para fazer efeito. Durante esse período, o uso de repelentes evita que o mosquito com o vírus da febre amarela pique a pessoa."

Gorinchteyn ainda adiciona que "um estudo mostrou que os repelentes corporais à base de icaridina também surtem efeito contra o Sabethes e o Haemogogus, que transmitem a febre amarela em regiões perto de matas. Antes, nós só sabíamos com certeza que ele funcionava contra o Aedes aegypti.

 

Mas afinal, como usar o repelente? Há produtos melhores ou piores? E, no fim das contas, quem deve mesmo aplicar o repelente todo dia?

O repelente corporal deve ser usado durante o dia. Ao longo do tempo deve ser reaplicado conforme especificado no rótulo de cada produto. Não é para passar por debaixo da roupa. O repelente funciona justamente quando evapora um pouco, o que cria uma camada de proteção. E isso não acontece quando há uma calça ou camisa por cima. À noite, se a pessoa usa um cobertor ou lençol, essa evaporação não acontece direito. Fora que, ao rolar na cama, o repelente sai do corpo. Por isso deve ser usado somente no período do dia.

 

O que fazer à noite então?

Dá para usar o repelente elétrico, a dois metros de distância da cabeceira da cama. 

 

Quem deve usar repelentes em geral?

Isso depende de alguns aspectos. Para pessoas que moram em áreas rurais, com mais mosquitos, seria interessante usar todos os dias. Pessoas que vivem em locais com surtos de doenças transmitidas por mosquitos também. Mas, se a pessoa não vive em uma região dessas, talvez não precise aplicar repelente todo dia. Esse é um assunto que pode ser debatido com o médico, até porque há particularidades, como o caso do vírus zika nas gestantes.


Créditos: Conteúdo originalmente publicado no portal Saúde da Editora Abril

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!