Conheça os benefícios e como cultivar a Malva, essa incrível planta medicinal

Já bebeu chá de Malva para dor de barriga ou de garganta? Essa planta tem ainda mais benefícios à saúde. Conheça.

A Malva é uma planta de origem europeia, mas bastante difundida no Brasil. É muito cultivada em jardins pela beleza das suas flores. Quando necessário, basta colher algumas folhas e fazer um chá para uso medicinal.
Suas flores, junto das folhas, também são usadas para fazer cataplasma (maceram-se e aquecem-se as partes para formar uma pasta) e passar sobre ferimentos leves e erupções na pele, como picadas, furúnculos, abcessos e feridas.


Além destes dois usos as folhas e flores da malva também pode ser usadas na gastronomia, complementando saladas, molhos, sopas e outros pratos, pois é comestível.


As propriedades da malva que agem em benefício da saúde são as vitaminas A, B e C, os óleos essenciais, mucilagens e taninos, que provocam reações químicas no organismo e resultam em efeitos cicatrizantes, laxantes, expectorantes, adstringentes, diuréticos e hidratantes.


A malva pode ser comprada desidratada para fazer chá ou em forma de cápsulas para auxiliar no funcionamento intestinal, em farmácias e lojas de produtos naturais. Também pode ser cultivada em casa para uso fresco, que você verá como fazer mais adiante. Agora, veja como preparar um chá de malva.


Receita de chá de Malva
É muito simples preparar um chá de malva, assim como outras infusões com plantas comuns.

Ingredientes:
-- Água: 1 xícara;
-- Folhas secas de malva: 2 colheres de sopa.

Modo de preparo
1. Coloque a água para ferver e assim que começar a borbulhar, desligue. Coloque as folhas de malva dentro, abafe com uma tampa, um pano ou pratinho e deixe descansar por 10 minutos.
2. Coe e beba, de preferência sem açúcar ou, se achar muito necessário adoçar, coloque um pouquinho de mel.

Benefícios da Malva
Conforme mencionado anteriormente, a malva tem propriedades cicatrizantes, laxantes, expectorantes, adstringentes, diuréticas e hidratantes, por isso é recomendada para os seguintes fins:

Tratar infecções;
Bronquite;
Afta;
Prisão de ventre;
Rouquidão, tosse e dor de garganta;
Irritação nos olhos;
Gastrite;
Faringite;
Úlcera;
Mau hálito.
O cataplasma:
Picadas de insetos;
Feridas e pequenos machucados;
Furúnculos;
Abcessos.

Contraindicações da Malva
A malva deve ser ingerida em quantidade moderada, pois seu excesso pode causar intoxicação. Beber o chá 3 vezes ao dia é o suficiente. Também não é recomendada para diabéticos, gestantes e lactantes.

 

Como plantar a Malva?

Para cultivar a malva é preciso ter um terreno rico em matéria orgânica, boa drenagem e que receba bastante Sol, preferencialmente em locais com clima temperado.

Pode-se plantar as sementes ou ramos novinhos, com espaço de 30 centímetros a 1 metro entre cada um, pois ela poderá crescer bastante.


No primeiro ano do plantio é normal que nasçam apenas as folhas e só no segundo ano virão as flores e sementes, que serão naturalmente jogadas ao solo para que brotem novas mudas.


Se quiser obter flores já no primeiro ano, faça um plantio dentro de casa no outono. Durante abril e maio deixe as sementes germinando para ficarem mais resistentes ao inverno e então na primavera florescerão.


Compre as sementes da espécie que desejar e plante a meio ou um centímetro abaixo do solo. Mesmo que plante em uma bandeja ou vaso dentro de casa é necessário colocá-la ao Sol pelo menos 6 horas por dia e manter o solo úmido, conforme as indicações da embalagem das sementes.


Se plantou dentro de casa em uma bandeja ou vaso, somente na primavera deverá replantá-la no jardim. Se for fazer o plantio na primavera pode colocar diretamente ao ar livre.


Caso as flores não estejam bem firme, coloque uma estaca de madeira e amarre-as com barbante, mas com folga. Se tiver pouca chuva, regue a planta todos os dias enquanto estiver em crescimento e depois duas vezes por semana.


Quando perceber que as vagens de sementes estiverem marrons e secas, pode colhê-las antes que caiam naturalmente no solo, assim poderá escolher aonde replantar.


Dica: Conheça outra planta multifuncional


É sempre bom conhecer melhor as plantas e suas propriedades para cuidar da saúde de forma natural. Além da malva, outra opção que pode ser usada para tratamento ou na culinária é o caruru.
As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.
  


» Conteúdo originalmente publicado no site Dicas Online TV.


Créditos: Foto: Wikimedia Commons

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!