Ansiedade é um problema que precisa ser levado a sério

Dicas para aprender a organizar o dia a dia e controlar a ansiedade

Atualmente vivemos em um mundo no qual a maioria das pessoas relatam as variadas atividades a serem feitas, tanto na vida profissional quanto pessoal, além de sofrerem cobranças diárias do chefe, amigos e familiares. A tecnologia associada à grande quantidade de meios de comunicação deveria ser um facilitador para nos comunicar e realizar as atividades do dia a dia, porém, o que acontece na prática é um aumento nas cobranças e dificuldade das pessoas se “desligarem” de suas atividades.

Neste contexto, nos deparamos com a ansiedade. Segundo a psicóloga Erane Paladino, a ansiedade está totalmente ligada às expectativas. Muitas vezes não conseguimos nos concentrar no que estamos fazendo no momento, devido a uma sensação de sobrecarga. “É como se estivéssemos em constante débito com o que deveríamos fazer”, afirma Erane.

“Em nossas mentes, todas as outras tarefas que estão por vir acabam atormentando nosso dia a dia, comprometendo nosso sono e as horas de lazer.

Este modo de funcionar colabora com o stress, insônia e alguns sintomas psicossomáticos como gastrite, pressão alta e até as compulsões alimentares”, ressalta Erane.

E então, o que fazer na prática para conseguirmos lidar com toda esta cobrança?

O engenheiro e consultor Carlos Simões nos dá algumas dicas:

– Pare e pense antes de começar suas atividades. Planeje-se! Não é perda de tempo, muito pelo contrário!

– Faça uma agenda ou uma
lista que seja compatível com a sua carga horária do dia;

– Priorize as coisas – escolha o que realmente é importante;

– Escute antes de falar;

– Concentre-se no que está fazendo. Nada de ficar fazendo várias coisas ao mesmo tempo!

– Reserve um tempo para atividades de lazer: pintar, ler, escutar música, fazer exercícios físicos.


» Procure sempre um profissional de saúde para obter orientação especializada.


Créditos: Conteúdo publicado no site da Nestlé com informações da Psicóloga Erane Paladino e do Engenheiro e Consultor Carlos Simões.

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!