Verdades e mitos sobre a corrida

Médica do esporte esclarece alguns pontos importantes sobre a prática da corrida.

Realmente, a corrida é uma das atividades físicas que mais beneficia a perda de peso. Mas para conseguir fazer o treino da maneira correta e saudável é preciso ter o mínimo de conhecimento para evitar as temidas lesões.

Pensando nisso, a cardiologista e médica do esporte do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos (SP), Dra. Silvana Vertematti, listou mitos e verdades sobre a prática desse esporte. "Os benefícios para quem corre com orientação profissional são diversos, entre eles a perda de peso, diminuição da gordura corporal e melhora da capacidade circulatória", analisa.

Vamos às dicas:

1. O alongamento tem que ser feito antes da corrida?
— Verdade

Depois do exercício, o alongamento pode aumentar as microlesões que se formam na musculatura, responsáveis pelas famosas dores do dia seguinte ao exercício físico.
 

2. Correr ocasiona problemas no joelho?
— Verdade

Fazer exercícios de impacto e alta intensidade com excesso de peso, realizar exercícios em excesso e de forma inadequada podem ser causas de lesões.
 

3. Cãibra é resultado da falta de potássio?
— Verdade (em parte)

A Cãibra também pode ser resultado do acúmulo de substâncias produzidas no metabolismo.
 

4. Correr é melhor do que andar?
— Mentira

Deve-se avaliar as pessoas de forma individual. Para quem possui alguns problemas de saúde, a corrida tem que ser restrita.
 

5. É melhor correr na academia do que na rua?
— Mentira

É melhor correr onde a pessoa se sinta melhor e motivada. Não há regras.
 

6. Deve-se evitar falar durante a corrida?
— Verdade

Falar durante a corrida prejudica a respiração e a performance, além de tirar a atenção nos movimentos.
 

7. É melhor correr com desafios no percurso do que em linha reta?
— Mentira

Depende do condicionamento e treinamento de cada um. Uma pessoa que não está preparada para desafios de percurso tem mais chance de lesões.
 

8. Correr em jejum ajuda a emagrecer?
— Mentira

Isso aumenta o risco de hipoglicemia e atrapalha o metabolismo, assim como a recuperação muscular. É proibido realizar exercícios em jejum.

 

Ainda de acordo com a médica, "é preciso saber os limites do corpo, antes de adotar o exercício no dia a dia".

Já está pronto para começar a treinar?


» Procure sempre um profissional de saúde para obter orientação especializada.


Créditos: Conteúdo publicado no site R7/Saúde, com informações da cardiologista e médica do esporte, Silvana Vertematti.

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!